2017 maio 17 Rinaldo Junior cobra repasse do reajuste salarial dos professores e entrega do Hospital Veterinário do Recife

Rinaldo Junior cobra repasse do reajuste salarial dos professores e entrega do Hospital Veterinário do Recife

Rinaldo Junior cobra repasse do reajuste salarial dos professores e entrega do Hospital Veterinário do Recife

O vereador Rinaldo Junior (PRB) cobrou, durante sessão na Câmara Municipal do Recife nesta quarta-feira (17/05), ações e obras nas áreas de educação e saúde animal que não estão sendo cumpridas pela Prefeitura do Recife. São elas: o Hospital Veterinário do Recife que deveria ter sido entregue desde 2015 e o repasse do reajuste salarial dos professores que deveria estar sendo pago desde janeiro. Segundo informações do sindicato da categoria, o reajuste de cerca de 7% até o momento não foi creditado no contra-cheque dos professores da rede municipal de ensino.
 
Rinaldo Junior defendeu que, além da melhoria da infraestrutura das escolas municipais, é preciso pensar no professor. “Porque é ele o principal responsável por educar as crianças do nosso município. E hoje posso dizer que o excelentíssimo prefeito do Recife, Geraldo Julio, não está  cumprindo a Lei 11.738/2008, que é a Lei do Piso Nacional de Professores. O aumento concedido em janeiro foi de 7,64% e até hoje, mês de maio, esse aumento não foi repassado para os professores. É urgente que o prefeito mande para esta Casa o reajuste para que todos nós possamos votar”, 
cobrou.
 
Ainda durante pronunciamento na sessão, o parlamentar destacou os dois anos de atraso na entrega do Hospital Veterinário. O vereador Rinaldo Junior ressaltou que, mesmo que haja a inauguração do equipamento, a prestação dos serviços provavelmente não deve acontecer. “Essa obra não vai sair do papel porque já teve uma licitação para prestação dos serviços, mas não apareceu sequer um concorrente. Isso não é divulgado”, lamenta o parlamentar.
 
O vereador também contabilizou a quantidade de serviços que, em razão do atraso de dois anos da obra, estão deixando de ser realizados. “São 31.680 consultas, radiografias e exames laboratoriais não realizados, sem mencionar as 5.280 castrações e os 2.640 procedimentos ortopédicos.” O cálculo realizado por Rinaldo Junior tem como base os serviços e capacidade de atendimento divulgados pela PCR na ocasião do anúncio de lançamento da obra. “Posso afirmar que é uma obra inacabada e abandonada. Um grande marketing de campanha eleitoral”, criticou.

Author: Rinaldo Junior ASSCOM

Vereador do Recife. Presidente do SIEEC-PE e da Força Sindical-PE.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *